Eleições 2018 – JC Regional – Informativo

Eleições 2018 – JC Regional – Informativo

Atenção eleitores!

Por decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo houve a reorganização da primeira instância da Justiça Eleitoral no Estado, determinada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). E, em consequência, Pirassununga teve extinta a 311ª Zona Eleitoral, cujas seções foram incorporadas à 96ª Zona Eleitoral.

O eleitor da antiga 311ª ZE continua votando no mesmo local – mesma escola – em que votou nas eleições passadas, em 2016. A mudança foi apenas nos números da Zona Eleitoral e da Seção, portanto, o eleitor ainda vota no mesmo local.

Em caso de dúvidas, procurar a 96ª Zona Eleitoral na Rua Joaquim Procópio de Araújo, 1947, Centro, Pirassununga/SP. Fones (19) 3562.8897 – 3561.2889 – 3562.6622 – 3561.4313.

 

Confira abaixo como estão as seções eleitorais:                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                             

CÓD.  LOCAL DE VOTAÇÃO Seções

SEÇÃO

ESPECIAL

MESA DE

JUSTIFICATIVA

1937 APAE                                                                           8 urnas

AV. CAPITÃO ANTONIO JOAQUIM MENDES, 661

JD. CARLOS GOMES

26, 27, 28,29, 31(P/A) 40*, 50,  71 e 62* 81(P/A) 40 e 62  

 

Qualquer seção

1953

 COLÉGIO JOHN KENNEDY                                       6 urnas

RUA MAJOR FELICIANO, 750 – BAIRRO DO ROSÁRIO

48, 54, 61*, 73, 75 e 83 61  

Qualquer seção

1961 COLÉGIO OBJETIVO                                             6 urnas

RUA SIQUEIRA CAMPOS, 1167 – CENTRO

47, 52, 58*, 70, 76 e 87 58  

Qualquer seção

1945 COLÉGIO OBJETIVO – PRÉ VESTIBULARES     3 urnas

RUA SIQUEIRA CAMPOS, 1167 – CENTRO

49*, 63, 80, 49  

Qualquer seção

1015 E.E. “CORONEL FRANCO”                                   8 urnas

RUA CORONEL FRANCO, 937 – CENTRO

01, 02, 03, 04, 05, 06, 34 e 44* 44  

Qualquer seção

2046

  E.E. “DR. MANOEL J. VIEIRA DE MORAES”      10 urnas

RUA 13 DE MAIO, 2077 – CENTRO

108, 109, 110, 111, 112, 113*, 114, 115, 116 e 117 113  

Qualquer seção

2062

  E.E. “ELÓI CHAVES”                                              6 urnas

AV. ROSA SENHORINI ZERO, 100 – CACHOEIRA DE EMAS

128, 129, 130, 131* e 132 131 903-1

Com urna

2038 E.E. “PIRASSUNUNGA”                                      26 urnas
RUA JOSÉ BONIFÁCIO, 325 – CENTRO
07, 08, 09, 10, 11*, 12, 13, 30, 33, 92, 93, 94, 95, 96, 97, 98, 99, 100, 101, 102, 103, 104, 105, 106, 107* 11 e 107 901-1

Com urna

1040

 E.E. “PROFº PAULO DE BARROS FERRAZ”       9 urnas

RUA MARIO BRINATI, 1082 – VILA ESPERANÇA

18, 19, 20, 35, 37, 38, 39, 64*186(P/A) 64 902-1

Com urna

2100 E.E. “PROF. DR. RENÉ ALBERS”                         7 urnas

RUA SANTA EFIGÊNIA, 298 – VILA SANTA FÉ

156, 157, 158*, 159, 160*, 161, 162 158 e 160  

Qualquer seção

1970

  E.E. “PROFº HENRIQUE FERREIRA DOS REIS” 6 urnas

AV. BRASIL – VILA ESPERANÇA

46, 51, 53, 55*60(P/A), 56 e 59 55  

Qualquer seção

2054

  E.E. “PROFA. OSMARINA SEDEH PADILHA”      9 urnas

RUA PERNAMBUCO, 3711 – VILA BRASIL

119, 120, 121, 122*, 123, 124, 125,126 e 127 122  

Qualquer seção

2089 E.E. “PROFA. THEREZINHA RODRIGUES”         7 urnas

RUA JOSÉ PERES, 876 – JARDIM MORUMBI

143, 144, 145*, 146*, 147*, 148 e149 145, 146 e 147  

Qualquer seção

 

CÓD.  LOCAL DE VOTAÇÃO SEÇÕES

SEÇÃO

ESPECIAL

MESA DE

JUSTIFICATIVA

2151 EMEF “PROF. “IRAN RODRIGUES”                          4 urnas

AVENIDA SÃO LUCAS, 1033 – VILA SANTA FÉ

179, 180, 181, 182

 

 

Qualquer seção

2070 EMEIEF “PROFA. MARIA JOSÉ O. JACOBSEN”    11 urnas

AV. CAP. ANTONIO J. MENDES, 195 – JARDIM SÃO FERNANDO

133, 134*, 135*, 136*, 137*, 138, 139*, 140*, 141 e 142 134, 135, 136, 137, 139 e 140 904-1

Com urna

2020 E.M.E.F. PROFº PRÓSPERO GRISI                        6 urnas

RUA CUIABÁ, S/N – VILA BELMIRO

45*, 57, 67, 78*, 85 e 88 45, 78,  

Qualquer seção

2119
 EMEIEF “JORN. WASHINGTON L. DE ANDRADE” 6 urnas

RUA RITA GOMES DE OLIVEIRA, 1031 – JARDIM FERRAREZZI

163, 164*, 165*, 166*, 167 e 168 164, 165 e 166  

Qualquer seção

2135

 EMEIEF “CATHARINA SINOTTI”                   5 urnas

 RUA  AMAZONAS, 880 – JARDIM KAMEL

170, 171, 172*, 173, 174, 172  

Qualquer seção

2011 E.M.E.I.E.F “PROFª LENIRA PAPA”                      6 urnas

RUA ALFREDO BIANCO, 170 – JD LARANJEIRAS

69, 72, 79, 84*, 86 e 90 84  

Qualquer seção

2097 EMEIEF “PROFA. ZULEIKA V. F. VELLOSO”         7 urnas

RUA FRANCISCO CARUSO, 22 – VILA SÃO PEDRO

150, 151*, 152*, 153, 154, 155 e 187 151 e 152 702-1

Sem urna

1058   E.M.E.I.E.F PROFª JÚLIA COLOMBO DE ALMEIDA 8 urnas

RUA BOM JESUS, 1501 – Vila Steola

21, 22, 23, 24, 25, 36 e 41* 41 905-1

Com urna

2003

 E.M.E.I.E.F. PROFº ARCÍDIO GIACOMELLI STEL”     6 urnas

RUA SEBASTIÃO ALVES FERRAZ, 360 – JD. SÃO VALENTIM

65*, 68, 74, 77, 82 e 89 65  

Qualquer seção

2160 EMEIJA PROF. “SÉRGIO COLUS”                              3 urnas

AV. JOSÉ DIOGUINHO BALDOVINOTTI,4979 – JARDIM BRASILIA

183, 184, 185 701-1

Sem urna

2143 EMEIJAEF PROFA. “ALICE LÉBEIS”                         3 urnas

RUA  ARISTOTELES DE OLIVEIRA, 1396 – VILA STA. TEREZINHA

175*(P/A)177*, 176* 178 175, 176 e 177  

Qualquer seção

1031

  ETEC II                                                                       8 urnas

RUA ANTONIO MAGNANI, 232 – VILA PINHEIRO

14, 15, 16, 17, 32, 42*, 66 e 91 42  

Qualquer seção

**   SEÇÃO ESPECIAL                                    

(A) SEÇÃO PRINCIPAL/AGREGADORA

Boca de urna é proibida durante a votação

Arregimentar eleitores ou fazer propaganda de boca de urna no dia da votação é crime. A regra, prevista no parágrafo 5º do artigo 39 da Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições), estabelece como punição detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor de 5 mil a 15 mil UFIR.

Também constituem crimes, no dia da eleição, o uso de alto-falantes e amplificadores de som ou a promoção de comício ou carreata, bem como a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos. O eleitor que for flagrado praticando tais crimes receberá as mesmas punições.

Por outro lado, a legislação permite, no dia do pleito, a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos.

No entanto, é vedado, até o término do horário de votação, qualquer ato que caracterize manifestação coletiva, com ou sem utilização de veículos, tal como a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado.

O uso de vestuário ou objeto que contenha qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato também é proibido aos servidores da Justiça Eleitoral, aos mesários e aos escrutinadores, no recinto das seções eleitorais e juntas apuradoras.

Os fiscais partidários, nos trabalhos de votação, somente podem usar crachás em que constem o nome e a sigla da legenda ou coligação a que sirvam, também sendo vedada a padronização do vestuário.

 

Pesquisas eleitorais

As pesquisas realizadas em data anterior ao dia das eleições poderão ser divulgadas a qualquer momento, inclusive no dia das eleições. Já a divulgação de levantamento de intenção de voto efetivado no dia das eleições somente poderá ocorrer a partir das 17 horas do horário local para os cargos de governador, senador e deputados federal, estadual e distrital. Na eleição para presidente da República, esse tipo de levantamento pode ser divulgado após o horário previsto para o encerramento da votação em todo o território nacional.

Segundo o artigo 10 da Resolução TSE n° 23.549/2017, na divulgação dos resultados de pesquisas devem ser informados os seguintes dados: o período de realização da coleta de dados; a margem de erro; o nível de confiança; o número de entrevistas; o nome da entidade ou da empresa que a realizou e, se for o caso, de quem a contratou; e o número de registro da pesquisa.

Eleitor vai votar mesmo com digitais não reconhecidas

 

 

O eleitor com biometria não deve temer o não reconhecimento das impressões digitais na hora de votar. Se isso ocorrer, ele não deixará de votar, mas terá de se identificar pelo método tradicional.

Por essa razão, todos os eleitores, tenham feito ou não o cadastramento biométrico, devem levar à seção de votação um documento original de identificação oficial com foto, a exemplo das carteiras de identidade, funcional, de trabalho e nacional de habilitação.

No Estado de São Paulo, 100 municípios passaram pelo cadastramento obrigatório e, portanto, terão leitor da biometria acoplado à urna eletrônica em todas as seções eleitorais. Em outras 21 cidades, haverá a identificação híbrida, ou seja, as seções de votação terão os equipamentos de leitura dos dados biométricos para identificar parte dos votantes: as pessoas cujas impressões digitais já foram coletadas.

Nos demais municípios, aqueles que já fizeram a biometria permanecem nestas eleições identificando-se da forma tradicional, por meio da apresentação de documento original de identificação oficial, com foto.

O e-Título é um aplicativo que permite baixar no smartphone a versão digital do título de eleitor, acessível a todos os cidadãos inscritos no cadastro na Justiça Eleitoral. Porém, ele tem uma vantagem adicional para quem já tem biometria: pode ser utilizado também como documento oficial de identificação. Isso porque tem a foto do eleitor, captada no momento do cadastramento biométrico.

Dos 33 milhões de eleitores de São Paulo, 14,9 milhões (45%) têm a biometria. No Brasil, 87 milhões dos 147 milhões de votantes estão com o cadastro atualizado. A meta da Justiça Eleitoral é concluir o cadastramento biométrico em 2022.

Pode levar ‘cola’ na hora de votar?

Alguns eleitores estão aflitos com a quantidade de números que vai ter que decorar para votar em deputados, senadores, governador e presidente. Mas, não há motivo!

No próximo domingo, dia 7 de outubro, acontece o primeiro turno das eleições 2018. Nesse dia, o eleitor precisará escolher seis candidatos diferentes, cada um para um cargo específico. Pela grande quantidade de números que você, eleitor, precisará gravar, o Tribunal Superior Eleitoral aconselha a levar um papel com os dados dos seus escolhidos – a popular “cola”.

Basta recortar a “cola” abaixo, preencher e levar! É o modelo oficial do TSE.

Justificativa eleitoral

 

O eleitor que não apresenta a justificativa eleitoral no dia da eleição, tem até 60 dias após cada turno da votação para:

  1. a) entregar o Requerimento de Justificativa Eleitoral (pós-eleição) em qualquer cartório eleitoral, acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito;
  2. b) enviá-lo, por via postal, ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito, acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito;
  3. c) utilizar o Sistema Justifica

 

Para o pleito de 2018, o eleitor que deixar de votar e não justificar a ausência no dia da eleição poderá encaminhar o RJE (pós-eleição) a qualquer cartório eleitoral ou formalizar o requerimento via internet pelo Sistema Justifica nos seguintes prazos:

– até 6 de dezembro de 2018, com relação ao primeiro turno;

– até 27 de dezembro de 2018, com relação ao segundo turno.

O acolhimento ou não das alegações apresentadas ficará, sempre, a critério do juiz da zona eleitoral em que o eleitor estiver inscrito.

Não abra mão do seu direito de votar

 

 

No dia 7 de outubro, o eleitor tem a oportunidade de registrar na urna eletrônica o futuro que ele deseja para o seu Estado e para o Brasil. Não votar ou optar pelo voto nulo ou em branco são formas de desperdiçar a chance de se posicionar, transferindo a responsabilidade da escolha para os outros eleitores.

Um filmete da campanha da Justiça Eleitoral contra o absenteísmo está sendo veiculado nas emissoras de televisão. Nele são mostradas cenas do cotidiano em que as pessoas não tomam as decisões que precisam tomar, como o nome do bebê e a camisa que irá vestir, e são surpreendidas quando terceiros escolhem por eles.

Na apuração do resultado das eleições, os votos em branco e nulos não são considerados votos válidos, ou seja, não são contabilizados. Por isso, o eleitor deve estar consciente de que, por maior que seja, a quantidade de votos nulos não gera a anulação das eleições nem tem qualquer impacto no resultado. Da mesma maneira, a abstenção apenas diminui a representatividade dos eleitos.

Últimas horas de corrida eleitoral:

o que pode ou não pode

 

05/10 (Sexta-feira) – último dia para:

  • Anúncios pagos em jornais e revistas, bem como reprodução do anúncio no site do respectivo jornal/revista.

 

06/10 (Sábado), APÓS às 22 horas é PROIBIDO:

  • Pedir voto (ou apoio), pessoalmente ou por qualquer outro meio;
  • Realizar, fixar, postar, enviar, etc, propaganda eleitoral de qualquer natureza;
  • Distribuir qualquer tipo de material de propaganda eleitoral;
  • Circular com veículos com jingles;
  • Fazer circular jingles, por qualquer meio;
  • Fazer novas postagens na internet (Facebook, Youtube, Redes Sociais, Sites, Blogs, etc);
  • Enviar novas mensagens por qualquer meio (WhatsApp, Sms, E-mail, Messenger, meio físico, etc);
  • Caminhadas, carreatas, passeatas, ou, qualquer tipo de manifestação pública;
  • Derramar santinhos nos locais de votação, tendo como consequência tornar-se réu em processo criminal, detenção de 6 meses a 1 ano, multa, cassação de registro ou diploma e inelegibilidade por 8 anos.

 

07/10 (Domingo) – DIA DA ELEIÇÃO

 

PERMITIDO:

  • Ao eleitor, a manifestação individual e silenciosa de sua preferência mediante uso de bandeiras, broches, adesivos;
  • Manter na internet textos, imagens ou vídeos que tiverem sido postados até 22 horas do dia 06/10/18 (proibidas novas postagens);
  • Circular com veículos cujos adesivos tiverem sido colados até 22 horas do dia 06/10/18 (sem jingle/som), exceto se o TRE do Estado tiver proibido expressamente esta prática; Manter propaganda nas residências desde que tenham sido fixadas até 22 horas do dia 06/10/18; residências em frente a locais de votação, verificar qual a recomendação do TRE do respectivo Estado;

 

PROIBIDO:

  • Pedir voto (ou apoio), em qualquer local, ou, por qualquer meio, inclusive pela internet (Facebook, Instagram, etc) ou mensagens (WhatsApp, SMS, etc);
  • Distribuir propaganda eleitoral, inclusive pela internet (Facebook, Instagram, etc) ou mensagens (WhatsApp, SMS, etc);
  • Postagens e mensagens por qualquer meio (Facebook, Youtube, Instagram, Sites, Blogs, WhatsApp, SMS, E-mail, Messenger, etc);
  • Manifestação coletiva, mediante aglomeração (formação de grupos) de pessoas com adesivos, bandeiras, vestuário do partido, broches, bandeiras, etc;
  • Aos servidores e mesários, vedado o uso de vestuário ou objeto com identificação partidária;
  • Aos fiscais e delegados partidários, vedado o uso de vestuário padronizado, adesivos ou qualquer tipo de propaganda de candidatos ou partidos, somente sendo permitidos crachás com nome e sigla do partido (sem logotipo e cores do partido);
  • Fotografar ou filmar o voto, sendo vedado o uso de celulares, máquinas fotográficas, filmadoras, etc, dentro da cabine de votação.

 

Category Brasil, Política

Multimag Comments

We love comments
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *