Parlamentares requerem abertura de CPI  para investigar processos de delação

Parlamentares requerem abertura de CPI para investigar processos de delação

 

 

A divulgação em redes sociais de uma Fake News – notícia falsa, envolvendo os nomes de 190 deputados federais de 19 partidos que teriam assinado requerimento pela instalação de CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para atacar a Lava Jato, publicada pelo Antagonista, sem identificação do jornalista, resultou sim em requerimento pelos deputados citados na falsa matéria, baseados em artigos da Constituição Federal e no Regimento Interno da Câmara Federal, em que solicitam abertura de CPI para investigar as denúncias de irregularidades feitas contra o advogado Antonio Figueiredo Basto e outros, inclusive envolvendo escritórios de advocacia, ocorridas no âmbito de alguns processos de delação.

Entre as denúncias feitas ao Ministério Público, durante as delações, consta que os denunciantes pagaram por vários anos uma “taxa de proteção” de US$ 50 mil mensais, e entregues ao curitibano Antonio Figueiredo Basto.

Na justificativa, os deputados afirmam que “é necessário investigar a possibilidade de manipulação das colaborações premiadas, o que indica fraude nos procedimentos e a possibilidade do envolvimento de agentes públicos. Esse é o objeto determinado…. Considerando que os fatos a serem apurados têm abrangência nacional, relaciona-se a questão relevante de tema que se insere nas competências do Congresso Nacional, haja vista que envolve agentes públicos vinculados ao Poder Executivo, a investigação desponta como de interesse público, dentro, portanto, das competências constitucional das Comissões Parlamentares de Inquérito”.

Multimag Comments

We love comments
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *