Pirassununga tem encontro que reúne ufologia  e espiritualidade

Pirassununga tem encontro que reúne ufologia e espiritualidade

 

 Juliano Pozati e Mônica de Medeiros serão os palestrantes do evento

 

Algumas pessoas podem não se lembrar, mas no ano de 1969, a cidade foi o centro das atenções de ufólogos do Brasil e do exterior, pois na época, houve a aterrissagem de um disco voador próximo ao que hoje é o portão da USP.

O episódio ficou conhecido como o “Caso Tiago Machado”, pois Tiago foi até a nave e fez contato com os seus tripulantes. Agora, quase 50 anos depois, o tema da ufologia é novamente destaque na cidade, porém de uma forma diferente.

No dia 24 de março, o Educandário Maria de Magdala irá realizar um evento que reunirá o publicitário Juliano Pozati e a médica Mônica de Medeiros no Clube de Campo Anhanguera as 15h para discutir o tema “Mediunidade Cósmica: dos espíritos aos ets”.

Segundo Juliano, o tema traz a possibilidade de discutir sobre os parâmetros de vida, incluindo aí não apenas o contato com esses seres de outros planetas, mas principalmente um modo de ver mais amplo, conforme explica a seguir:

“Exoconsciencia já é um termo cunhado pela dra Rebecca Hardcastle e que eu tenho enfatizado nos trabalhos no Brasil porque isso não só ressalta a importância de orientarmos a nossa consciência e nossa sintonia com seres e civilizações de outros pontos do universo interessados no movimento de evolução, mas também nos lembra que a nossa própria consciência também é uma consciência extraterrestre, nós não pertencemos a esse planeta, estamos vivendo nele, viemos de outro lugar, temos uma origem cósmica, portanto um destino cósmico”

 

A Ponte

Contudo, Juliano ressalta que o contato com inteligências de outros planetas pode acontecer em uma configuração que nem sempre nos damos conta, e esse fato está relacionado a maneira como enxergamos o universo.

“A exoconsciência é trabalhar essa questão de sintonia e integração com o cosmo para transformar, e isso acontece por meio da mediunidade, por meio de desenvolvimento da mediunidade é o primeiro passo para que isso ocorra.”

A mediunidade como uma forma de comunicação com esses seres é um dos caminhos apontados, porém, essa ferramenta ainda é vista como algo na forma religiosa e o uso dela no campo da ufologia enfrenta alguns desafios, mas segundo aponta Juliano isso já está sendo mudado.

“Espiritualidade não é mais um domínio nem propriedade exclusiva da religião, espiritualidade cada vez mais passa a ser do domínio da ciência, da compreensão de quem nós somos de fato e de como nos manifestamos nessa realidade, portanto, espiritualidade tem a ver com conhecimento e tecnologia. Ora, se estamos falando de civilizações que ‘atravessam o universo’ para nos visitar, nós estamos falando de civilizações extremamente avançadas no que tange ao conhecimento e tecnologia, portanto é lógico e racional concluirmos que essas civilizações elas já tem uma compreensão muito mais ampla do que é espiritualidade, elas já não veem como uma religião dogmática, institucional e manipuladora, elas veem a espiritualidade como parte do todo que elas são, por isso eu acho que não tenha que juntar porque nunca está separado, porque agora estamos com maturidade suficiente para começar a encarar as coisas de um outro ponto de vista, mais integral”, explica o Publicitário.

 

Serviço

Evento: Mediunidade Cósmica: dos espíritos aos ets

Data e horário: 24 de março de 2018, às 15h

Local e valor: Clube de Campo Anhanguera, R$ 20

Inscrições: No Educandário Maria de Magdala ou no site www.educmm.com.br

 

Box:

Quem é Jesus no universo?

“Eu gosto muito de uma passagem do livro “Mergulho no Hiperespaço” quando das experiências do General Uchoa eles descreve que quando chegou na fazenda de Alexânia ele e um grupo de parapsicologia de Brasília eles sempre iniciavam as reuniões com uma saudação ao Cristo, as vezes muito antes de entrar na fazenda, já no carro, eles saudavam o Cristo, senhor do mundo e não raras as vezes quando eles faziam essas saudações já se iniciavam os fenômenos luminosos ao céu, ovnis, faixas de luz e outros objetos que se manifestavam ali. E quando ele teve a oportunidade de interrogar os tripulantes dessas naves ele perguntou ‘porque vocês reagem com luzes quando nós fazíamos a saudação ao Cristo’ e o tripulante respondeu, ‘porque muitos dos vossos mestres são também os nossos mestres’”, comenta Juliano Pozati.

Multimag Comments

We love comments
No Comments Yet! You can be first to comment this post!

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *